sexta-feira, 27 de julho de 2012

Maldições do Cinema

Como todos já devem estar sabendo, em Aurora, nos EUA, um atirador matou 12 pessoas numa sala de cinema durante a estreia de Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge, que chegou hoje nas telonas brasileiras. Não é de hoje que o Batman está cercado por uma aura maldita, alías, não é de hoje que existem inúmeros filmes ditos "amaldiçoados" por conta de estranhos acidentes e mortes durante sua produção. Neste post, conheça as mais famosas e mórbidas tragédias que assolaram a produção de alguns filmes famosos.


A franquia do Batman, de Cristopher Nolan, já tinha fama de ser amaldiçoada desde a morte de Heath Ledger, em 2008, e também por conta de alguns outros acidentes graves que aconteceram durante as filmagens. Com o chacina no cinema de Aurora, então, é impossível não falar na “Maldição do Batman”, que parece ter retornado. Veja algumas das tragédias que assombraram a trilogia de Chris Nolan.

2008 – O técnico de efeitos especiais de "Batman - O Cavaleiro das Trevas", Conway Wickliffe, morreu durante a filmagem de uma perseguição. Ele operava uma câmera na parte traseira de uma caminhonete que não conseguiu fazer uma curva e se chocou contra uma árvore.

2008 – Após uma espetacular e assustadora interpretação do Coringa em “Batman - O Cavaleiro das Trevas”, o ator Heath Ledger foi encontrado morto em seu apartamento em Nova York devido a uma overdose de remédios. O filme estreou após sua morte.

2008 – O ator Morgan Freeman, que no filme interpreta Lucios Fox, sofreu um acidente sério de carro em agosto, quebrando o braço e ombro. Freeman dirigia perto de sua casa em Charleston, Mississippi quando seu carro capotou seguidamente e ele precisou ser retirado por bombeiros das ferragens.

2008 – No dia da estreia londrina de “Batman: O Cavaleiro das Trevas”, Christian Bale foi preso, acusado de agredir sua mãe e sua irmã. O ator foi liberado depois de quatro horas.

2011 – Um figurante morreu próximo ao set de “Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge” depois de uma gravação com centenas de coadjuvantes em Wall Street. Ele estava em uma pausa nas filmagens quando teve um ataque cardíaco e foi encontrado já inconsciente. Ele foi levado a um hospital, mas não resistiu.

2011 – Durante as gravações de “The Dark Knight Rises”, uma dublê de Anne Hathaway bateu com uma moto contra equipamentos de filmagem. O equipamento foi completamente destruído, mas ninguém ficou ferido.

2012 – Um atirador invade uma sessão de “Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge” em Aurora, no Colorado, mata 12 pessoas e fere cerca de 60. O homicida disse à polícia que era o Coringa!

Um exorcista disse que Ledger atuou possúido no filme, o que teria resultado numa interpretação magnífica e em sua morte, junto com muitas outras tragédias na produção dos filmes.  O curioso é que até Batman Begins, nenhuma tragédia aconteceu. As desgraças só começaram a acontecer depois de "Batman - O Cavaleiro das Trevas" (2008), em que o ator Heath Ledger rouba as cenas interpretando magistralmente o Coringa!

Superman


Outro famoso herói que parece ser amaldiçoado é o Superman. George Reeves, o primeiro ator que fez o papel do herói, se matou com um tiro na cabeça. O suicídio baseava-se no fato de que o cancelamento da série "As Aventuras do Super-Homem", em 1958, teria deixado-o deprimido por não conseguir outros trabalhos, visto que sua imagem ficou fortemente associada ao personagem.

Christopher Reeve assumiu o seu lugar, atuando na quadrilogia do herói nas décadas de 70 e 80.  Depois de cair de um cavalo, em 1995, ficou tetraplégico e morreu em precário estado de saúde em 2004.

George Reeves e Cristopher Reeve

Outra vítima da "Super maldição" foi a atriz Margot Kidder, que interpretava Lois Lane nos filmes de Reeve. Ela sofreu de sério transtorno bipolar e chegou a ser achada zanzando pelas ruas num estado de completa loucura. Lee Quigley, o bebê Kal-El no filme de 1978, morreu aos 14 anos após inalar solvente. Já Marlon Brando, o pai do neném nas telas, teve várias dores pessoais, como a morte do filho na cadeia e da filha suicida.

O Exorcista


No clássico de 1973 que dispensa comentários, o personagem do ator Jack MacGowran é o primeiro a morrer na história, despencando de uma tenebrosa escadaria. Uma semana após o fim das gravações, Jack morreu de verdade, vítima de pneumonia. Também a atriz Vasiliki Maliaros, que viveu a mãe do Padre Karras, nem chegou a ver o filme nos cinemas.

Poucos dias depois de começar a gravar,  o ator Max von Sydow, o padre Merrin, amargou a triste notícia da morte do irmão.

A atriz Ellen Burstyn, que fazia a mãe da garotinha endiabrada, sofreu uma grave lesão numa das cenas, quando um técnico que a puxaria (numa cena em que ela é atirada longe pela filha) exagerou na dose à mando do diretor William Friedkin, que disse a ele para "dar tudo de si".

A equipe técnica sofreu horrores durante a produção. O homem que refrigerava o quarto onde aconteceu as cenas de possessão morreu de maneira inexplicável. Um vigia noturno que cuidava dos cenários foi morto a tiros durante uma madrugada. Um carpinteiro cortou o polegar fora. Outro serrou o dedão do pé.

Depois de "O Exorcista", Linda Blair nunca mais conseguiu um papel de sucesso

A atriz Mercedes McCambrige ingeriu ovos crus e fumou cerca de seis maços de cigarro por dia para ficar com a voz rouca e demoníaca da meninha possuída. Mas os produtores "esqueceram" de colocar o nome dela nos créditos do filme e a atriz processou o estúdio. Esse é um dos motivos pelos quais os críticos afirmam que Linda Blair, que interpreta a garotinha possuída, não levou o Oscar naquele ano.

O argentino Lalo Schifrin compôs uma trilha sinistra para O Exorcista, mas o diretor Friedkin achou o trabalho muito chinfrim. Preferiu então usar o tema de piano já pronto ("Tubular Bells"). Schifrin vendeu a trilha rejeitada para o filme A Casa do Horror (1979). Resultado: recebeu indicações ao Oscar e ao Globo de Ouro.

Vale a pena mencionar que, para reproduzir os terríveis gemidos de Regan, o diretor William Friedkin gravou os ruídos estridentes de porcos sendo levados para o abate em uma fazenda próxima ao set. O diretor também não poupou esforços para assustar seus atores, chegando a dar tiros no ar sem avisar ninguém no meio das filmagens.

Muitos dizem que a intérprete da garota possuída, a atriz Linda Blair, enlouqueceu e morreu dias após o término das filmagens, mas isso não passa de lenda, pois a atriz continua viva até hoje. Mas fato é que ela apesar de ter feito muito sucesso com O Exorcista, nunca mais conseguiu um papel importante depois do filme e sua carreira declinou.

Também é comum ler por aí em sites não confiáveis que, durante as gravações, um incêndio sem causa aparente ocorreu no quarto onde acontecia as cenas de exorcismo, mas isso também não passa de boatos. (Afirmo isso porque na matéria "As 13 Maldições de O Exorcista", artigo feito pela famosa revista Mundo Estranho e no qual me baseei para fazer este tópico, não diz nada a respeito sobre esses acontecimentos).

Poltergeist


Dominique Dunne, intérprete da personagem Dana Freeling, namorava John Thomas Sweeney, um ajudante de cozinha extremamente ciumento que não permitia que ela ficasse perto de seus amigos. Com a fama de Dominique aumentando o ciume também aumentou, o rapaz chegou a espancá-la por algumas vezes. Sem aguentar mais as agressões Dominique pediu o fim do namoro, John não aceitou, invadiu a casa da namorada e a estrangulou, a atriz ficou em coma por alguns dias e faleceu aos 22 anos.

Heather O'Rourke, a eterna Carol Anne, morreu logo após o fim das filmagens de "Poltergeist III", com apenas 12 anos de idade. Heather foi diagnosticada com uma infecção intestinal no começo do ano de 1987. Em 31 de janeiro de 1988 ela amanheceu muito doente, e vomitava com frequência, na manhã seguinte Heather teve um desmaio, seu padrasto chamou os paramédicos, ela sofreu uma parada cardíaca e assim que conseguiram reanimá-la a levaram pro hospital infantil, aonde ela não resistiu e faleceu. Segundo seus pais o diagnóstico estava errado, o que a garota tinha era uma bloqueio intestinal que ela possuia desde o seu nascimento. Seus pais obviamente processaram o hospital.

Heather O' Rourke

Julian Beck fez o papel do reverendo Henry Kene, morreu em 1985 durante as filmagens da continuação da franquia com câncer no estômago.

Will Sampson, o índio Taylor, morreu pouco depois do lançamento do segundo filme por complicações em uma cirurgia cardíaca em 1987.

Outra polêmica que alimenta a maldição de Poltergeist, foi a entrevista concedida por JoBeth Williams (que interpretou a mãe da Carol Anne), na qual ela confirmou que esqueletos usados em uma das cenas de Poltergeist I eram reais. Segundo Williams, os produtores foram a um armazém médico adquirir esqueletos reais por serem mais baratos do que construir esqueletos falsos de plástico. Alguns dizem que os espíritos das pessoas das quais pertenciam esses esqueletos é que foram responsáveis por todas essas tragédias.

Outra curiosidade: Em um lançe parecido com o da trilha rejeitada de O Exorcista que acabou ganhando Oscar, a atriz Drew Barrymore fez teste para interpretar Carol Anne, mas não foi escolhida. Em compensação, Steven Spielberg a escalou para a sua próxima produção, o filme “E.T.: O Extraterrestre”, que transformou a atriz numa grande estrela.

O Bebê de Rosemary


O filme de 1968, fala de uma recém-casada, grávida, que passa a suspeitar que seu marido a ofereceu para ser fecundada pelo demônio, em troca do sucesso em sua carreira de ator. Para isso, ele teria contado com a ajuda de seus novos vizinhos no Edifício Dakota, em Nova York. A única pessoa que acredita em Rosemary, seu colega Hutch, morre com um misterioso coágulo cerebral.

O suspense causou uma enorme histeria desde a estreia, em 12 de junho de 1968. Um crítico diz que os vizinhos de Rosemary parecem “uma típica seita pequena e reclusa da Califórnia”.

O produtor William Castle começou a receber ameças de morte, por causa do tema “anticristo” do filme. A maldição tem início em abril de 1969, quando Castle é internado em caráter de emergência, com falência renal. No hospital, na sala de cirurgia, testemunhas dizem tê-lo ouvido delirar e dizer: “Rosemary, pelo amor de Deus, solte esta faca!”

Concidência macabra: no mesmo hospital estava Krysztof Komeda, compositor da trilha sonora de O Bebê de Rosemary e grande amigo do diretor do filme, Roman Polanski, e da esposa dele, Sharon Tate. Assim como Hutch, o amigo de Rosemary no filme, Komeda também morre por causa de um coágulo no cérebro.

Em agosto, Sharon Tate é assassinada, a facadas, por quatro fanáticos de uma seita pequena e reclusa da Califórnia (assim como o crítico descreveu os vizinhos de Rosemary). Assim como Rosemary, Sharon estava grávida. Mais quatro pessoas morreram no ataque, ocorrido na casa de Polanski. Na porta do local, os criminosos escreveram “porco” com o sangue das vítimas.

O crime ficou conhecido como “Helter Skelter”, nome de uma música dos Beatles (a expressão significa “caos”, “decadência”). A última coincidência vem 11 anos depois, o beatle John Lennon é assassinado na porta do prédio onde morava… o Edifício Dakota, o mesmo onde se passava a trama de O Bebê de Rosemary.

A Profecia


Carregado de simbologia católica e famoso por divulgar o número 666 como a marca do diabo, A Profecia retrata um embaixador americano que adota um bebê na Itália e, tempos depois, passa a suspeitar que a criança  é o mal encarnado - o próprio filho de Satanás. Em inglês, o filme se chama The Omen. Guarde bem esse nome.

Antes mesmo de começar as filmagens, o roteirista Bob Munger já tinha suas apreensões. "Eu avisei o produtor: 'Se você fizer este filme terá problemas'. Se a grande arma do Diabo é ser invisível, ele não vai deixar que você o torne visível para milhares de pessoas", disse Munger, anos depois, no documentário The Curse of the Omen ("A Maldição de A Profecia")

Aos poucos, o produtor Harvey Bernhard começou a acreditar. No set, ele só andava com um crucifixo no pescoço. "O capeta estava à solta e não queria que o filme fosse feito", afirmou, também no mesmo documentário. "Estávamos lidando com elementos ocultos, que não conhecíamos, e as coisas foram ficando cada vez piores".

Tudo começou antes mesmo das gravações. Pouco depois de o ator americano Gregory Peck aceitar o papel do "pai do Anticristo", seu filho na vida real se matou com um tiro na cabeça. Ainda de luto, Peck pegou um voo para as filmagens na Inglaterra... e seu avião foi atingido por um raio.

Incrivelmente, outro voo, o do produtor Mace Neufeld, também foi atingido por um raio. "Foram os cinco minutos mais assustadores que já passei numa aeronave", diz Neufeld. Coincidência? Outro avião, que seria alugado para levar alguns técnicos, foi emprestado a outro cliente - e despencou minutos após a decolagem, matando todos a bordo.

O hotel onde estava o diretor Richard Donner sofreu um atentado à bomba do IRA, um grupo terrorista Irlândes. Houve ainda outro atentado do IRA a um restaurante onde a equipe iria jantar em 12 de Novembro de 1975. Sorte que ninguém havia chegado ao local.

Outros membros da equipe técnica sofreram um acidente de carro, mas sobreviveram sem grandes machucados. Um dublê teve de ser internado após ser atacado por um dos cães rottweilers do longa-metragem, que normalmente eram bem comportados. Já outro membro da equipe morreu ao ser atacado por um tigre!

A história mais assustadora, porém, aconteceu após o lançamento (e estrondoso sucesso) do filme. O designer de efeitos especiais John Richardson sofreu um grave acidente em uma estrada na Holanda. Sua acompanhante, Liz Moore, morreu na hora, decapitada de maneira similar a uma das mortes que o próprio Richardson criara para A Profecia. Quando saiu do carro, ele viu uma placa que indicava  "cidade de Ommen a 66,6 Km"!

E você, caro leitor, o que acha disso tudo? Coincidência ou "Demoniocidência"??  (Trocadilho em homenagem a  Rosane Collor, pra quem ñ entendeu!)

Fonte, fonte, fonte, fonte, fonte

23 comentários:

  1. não creio nesses lances de maldição e a verdade é que não é tão difícil associar eventos entre si e assim forjar uma associação entre eles... no entanto o post é válido e altamente recomendável por causa das curiosidades, algumas delas eu não sabia. muito bom cara!!!

    http://sublimeirrealidade.blogspot.com.br/2012/07/o-pequeno-principe.html

    ResponderEliminar
  2. Muito interessantes, mas acredito que essas coincidências são mais difundidas por se tratar de filmes de terror.
    Por exemplo, Sangue de Bárbaros ficou conhecido como um filme maldito por a maioria de seus atores e o diretor terem morrido de câncer algum tempo após as filmagens. Mas eles gravaram em um local radioativo, o que causou as mortes.

    ResponderEliminar
  3. Oi, Lê! Olha, sinto em discordar do que você disse, porque eu acredito que essas "maldições" foram mais difundidas pelo fato de vários acidentes e mortes terem acontecido em um filme só, independente deles serem de terror ou não (vide Superman e Batman).

    As mortes no filme Sangue de Bárbaros não foram tão difundidas nesse contexto de "maldições do cinema" porque foram resultado do único e simples fato de terem filmado em um lugar radioativo.

    É a mesma coisa com o filme "No Limite da Realidade", no qual o ator Vic Morrow e mais duas crianças morreram num acidente com um helicoptero durante a gravação de uma das cenas. Assim como em Sangue de Bárbaros, foi "apenas" um único acidente, e não vários estranhos e coincidentes acidentes, que pudesse dar rasões para especularem a cerca de uma possível maldição, entende?

    Ah, fiz um post ano passado sobre 10 Filmes que tiveram morte no set de filmagens (incluindo os dois já mencionados). Segue o link: http://monteolimpoblog.blogspot.com.br/2011/07/acidentes-fatais-em-sets-de-filmagens.html

    ResponderEliminar
  4. Pra mim, isso não passa de fatalidade. Não importa se o filme é sobre demonios (vide o Exorcista) ou de hérois bem leve como o Superman; Uma tragédia dessas podem acontecer. Em várias produções muitas pessoas morreram, ou algo estranho aconteceu ao longo delas, mas a mídia escolhe qual produção ela vai fazer sensacionalismo em cima.
    O posto foi ótimo, conhecia a maioria das ''maldições'', mas a do Coringa foi supresa! Dizer que Ledger atuou bem por que estava possuído, tem que ser no mínimo, insano para dizer uma coisa dessas.

    ResponderEliminar
  5. Amigo não sei se são verdades ou "insanidades" crias pelo cinema......mas, adoro todos os filmes citados nesse belo texto.


    Batman é maldito até em seu próprio surgimento como arte.

    O resto é poesia e cada um tem a sua. kkkk

    abraços e parabéns pelo texto.

    ResponderEliminar
  6. Quando ocorrem mortes e eventos sinistros nas filmagens ou em eventos diretamente ligados ao filme, faz mais sentido falar em uma espécie de "maldição". Já no caso de problemas e eventos tristes na vida pessoal dos atores, acho forçar a barra demais. Não vejo porque haveria uma ligação entre as tragédias nas vidas de Marlon Brando e Christopher Reeve apenas por terem filmado "Superman" juntos. De qualquer forma, o texto ficou ótimo pelas curiosidades. Abraço!

    ResponderEliminar
  7. Oi Gabriel..vc anda meio sumido do ,meu blog...como andam as coisas? Ninguém mais deu piti no seu blog? =p
    Enfim..adorei essa postagem...assim ocmo os outros comentaram eu também não acreidto bulhufas em demônios, maldições e o escambau noxd filme.s.a idéia de Ledger possuído? Quando vi isso comecei a rir. Porque ah vá! O cara foi ótimo de Curinga mas isso um bom ator consegue..Jack Nicholson conseguiria..ent
    ao, Jack estaria possuído também quando fez Iluminado? E o Hopkins idem no caso de Dr.Lecter e no Ritual?
    Acho que muitos filmes, principalmente os antigos como Exorcista, Profecia e Poltergeist usaram muito a idéia de "maldição" para promover o flme e atrair mais sucesso. Algo que os criadores de Bruxa de Blair fizeram no primeiro filme.
    É coincidência, fatalidade e marketibng, nada mais. Quanto á obra de Polanski e a tragédia da vida dele, bem talcvez o comentário ferino que fizeram da "pequena seita' deu á Charles Manson a ótima chance de se auto-promover..olha só. Manson queria ser famoso entãoo..que tal pegar e fazer um massacre na casa e na familia do diretor de um filme de terror polêmico? Era perfeitamente condizente com a seita dele.

    bjs

    ResponderEliminar
  8. cara gostei muito do blog e quero ajudar a melhorar, me envia um email amorimll@uol.com.br pra eu falar melhor com vc, sobre o template!

    ResponderEliminar
  9. Pois é, Tsu, até que faz tempo que alguém não aparece criando barraco aqui no blog... (uma pena kkk). Olha, pra falar a verdade, eu também não acredito muito nessa história de maldição e possessão, mas eu acho tudo muito curioso e interessante.

    Lucas, obrigado por gostar do meu blog, mas eu acho que o layout tá bom assim mesmo, bem simples. Não há necessidade de mexer nele. Mas Valeu!

    ResponderEliminar
  10. Muito bom texto, Gabriel. Curioso tudo isso, aqui. O imaginário humano é repleto de conexões com o mundo supra sensível. Fantasia ou realidade? Um dia descobriremos...

    ResponderEliminar
  11. Excelente post.Até cogitei a ideia do
    heath ledger estar mesmo possuído pq a atuação dele foi anormal!kkk
    bjs

    ResponderEliminar
  12. Post ótimo Gabriel!
    Não sabia de algumas informações ;)

    ResponderEliminar
  13. Tu deve ter tido algum trabalhinho pra linkar todos esses acontecimentos hein....rsrs.

    Mas sinceramente, não acredito em maldição não.. Acho q se formos pesquisar todos os filmes, sendo terror, comédia ou drama, veremos alguns fatos que acontecem associados a algumas gravações... Acredito mais em infelizes coincidências do que em maldições...

    Abss

    ResponderEliminar
  14. Grande Gabriel, como vai? Tudo certo?
    Mais um ótimo post em cara. Assunto interessante esse abordado. Eu já conhecia a fama negativa dos bastidores de O Exorcista, quanto as demais pra mim foram novidades.
    Alguns filmes antigos também trazem essa "maldição" como The Conqueror um faroeste que se eu não estiver enganado no Brasil recebeu o nome de "Sangue de Bravos". A Equipe toda desse filme (incluindo a atriz Susan Hayward e o lendário John Wayne) morreram de câncer após as gravações que foram feitas em locações de um deserto onde anos antes haviam sido feitos testes nucleares, enfim...

    Grande abraço e parabéns pela publicação.

    ResponderEliminar
  15. Felipe Rocha, sim, eu tive trabalho para pesquisar tudo isto na internet e juntar tudo num só post, da forma mais completa posssível. Mas que fique claro que os acontecimentos já haviam sido relacionados por outros sites e principalmente pela revista Mundo Estranho. As fontes estão no fim do post.

    ResponderEliminar
  16. tem o lance daquela criança que aparece misteriosamente sem permissão no fime três solterões e um bebê.Adivinham qual o local das filmagens?No Dakota!!!

    ResponderEliminar
  17. Thanks on your marvelous posting! I seriously enjoyed reading it,
    you can be a great author.I will always bookmark your blog and will
    come back down the road. I want to encourage you to continue
    your great work, have a nice evening!

    Look into my web-site the tao of badass

    ResponderEliminar
  18. Right away I am ready to do my breakfast, later than having my breakfast coming yet again to read more news.


    Here is my blog post ... cheap polo ralph lauren

    ResponderEliminar
  19. Não sei se heath ledger estava possuido ,mais em muitas cenas do filme ele não usava o roteiro.muitas falas saíam da cabeça dele!
    independente dele estar possuido ou não ele era um ótimo ator,eo coringa que ele criou jamais sera superado por ninguém!!!

    ResponderEliminar
  20. Cara, um filme que também ficou célebre por ter sido "amaldiçoado" foi Juventude Transviada. Os 3 atores principais morreram de forma trágica. James Dean morreu de acidente de carro aos 24 anos, Natalie Wood morreu afogada (tinha muito medo de morrer afogada após uma cigana ter previsto o destino dela à sua mãe e disse "pra ela ter medo da água escura")e Sal Mineo foi assassinado a facadas (há boatos de que foi morto por um garoto de programa, mas é meio que uma lenda). Enfim, é um clássico dentre os filmes dito "amaldiçoados".

    ResponderEliminar

O comentário de vocês é muito importante para o blog, mas por favor evitem escrever muitas palavras abreviadas e cheias de erro, de forma a tornar o texto praticamente ilegível, caso contrário, os comentários serão eliminados. E o façam de preferência de forma não anônima. Obrigado pela compreensão e opinião de vocês. Voltem (e comentem) sempre!