sexta-feira, 22 de abril de 2016

Esclarecendo os furos e cronologia do universo cinematográfico dos X-Men


Oi pessoal, eu nem sei quanto tempo se passou desde a última vez que atualizei o blog e peço desculpas aos leitores que tinha ou tenho (eu to mais ativo no twitter e usando o blog apenas para situações especiais). A verdade é que ressuscitei pq percebi que a internet precisa de um puta post foda explicando toda cronologia dos filmes dos X-Men, que ainda confundem muita gente. Isso faz parte de ser a franquia de super heróis mais inteligente e criativamente complexa, mas também ao fato da troca de diretores entre os filmes. O que mudou e o que não mudou com as viagens no tempo de Dias de Um Futuro Esquecido, os furos, os furos que não são furos (algumas coisas que achavam ser erros na verdade são esclarecidas de uma forma muito foda). Enfim, o universo cinematográfico dos X-Men é incrível, e pode ser confuso (né Deadpool?), mas não é essa bagunça toda que o pessoal que mau viu os filmes prega por aí, e eu amo os X-Men e vou protegê-los, então vamos lá.


Em X-Men O Confronto Final muita coisa aconteceu, Xavier morreu, Ciclope morreu, Jean ressuscitou para morrer de novo, Mística, Vampira e Magneto perderam seus poderes (o que nós sabemos que era temporário). O título não foi enganador, foi realmente "o confronto final", ou quase isso. Os novos acontecimentos da viagem no tempo além de explicar porque alguns não mais morreram, por mudança de eventos, explica também as alterações na idade de alguns personagens.

Qualquer um que tenha nascido após 1973 poderia ter sua idade ou existência alterada sem danos à cronologia. Com o passado devidamente alterado por Wolverine, novas coisas aconteceram e quando você altera uma coisinha no tempo, ela altera outras coisas que provocam grandes consequências e assim você cria uma realidade nova (o famoso efeito borboleta). Quem nasceu em tal ano, por simples mudança de eventos na nova realidade, agora pode ter nascido antes, ou depois (ou nem ter nascido), o que influencia na sua idade, como por exemplo Jubileu. Em suas rápidas aparições na trilogia original já nos anos 2000 aparece como uma adolescente e agora na nova linha temporal em X-Men Apocalipse 20 anos antes ela...ainda é adolescente. O mesmo acontece com Anjo. E e também serviria pra Jean, a respeito de suas versão jovem no início de O Confronto Final e a de X-Men Apocalipse (apesar de que gosto de pensar que Jean já havia nascido pouco antes dos eventos de Dias de um Futuro Esquecido e que é ela a garotinha ruiva olhando pro céu quando o Magneto passa levitando o estádio de futebol).

Jubileu de 2000 e Jubileu da nova realidade na déc de 80 (onde seu visu faz todo sentido)

No filme de 2000, Professor X diz claramente para Logan que conheceu Magneto aos 17 anos, que este o ajudou a construir a máquina chamada Cérebro e que por isso teria conhecimento para fazer um capacete capaz de proteger sua mente contra ele. Só que o filme de 2011, First Class, mostra os amantes amigos se conhecendo já adultos, Cérebro sendo construído por Fera e demonstra que o capacete de Magneto seria originalmente um presente dos soviéticos a Sebastian Shaw, que depois Magneto toma posse (lembrando que os soviéticos inventaram os satélites, então eles podem fazer qualquer coisa).


Isso aconteceu pq First Class foi intencionado a funcionar como um reboot pra franquia, mas o filme teve alguns problemas nos bastidores e quando o roteiro foi reescrito, a Fox exigiu que o longa fosse um prelúdio para a trilogia, no entanto isso acarretou muitos furos na história geral e por isso depois veio Dias de um Futuro Esquecido pra tentar dar um jeito, mas o filme não faz milagres e não resolve probleminhas do tipo o Professor X se tornar paraplégico em 1962 mas no flashback de Confronto Final ele estar andando ao lado de Magneto entrando na casa da Jean em 1986 ou avistar rapidamente no cérebro o que parece ser Ciclope e Tempestade crianças em plena década de 60, sendo que 20 anos depois em X-Men Apocalipse eles estão ainda adolescentes e estariam com uns 50 anos em X-Men- O Filme. Outro furo que First Class trouxe foi no que diz respeito a Moira. Em 1962 ela é uma agente da CIA de 32 anos em Primeira Classe. Em X-Men – O Confronto Final, de 2006, ela é uma cientista - a mudança de profissão a gente até pode entender - mas que aparenta ainda ter a mesma idade. Todos conservadíssimos.


Mas a maioria dos furos termina com o Primeira Classe, o resto é falta de compreensão. Quem nasceu antes de 1970 não poderia ter sua idade alterada. Então por que Trask aparece como um homem negro em Confronto Final e em Dias de um Futuro Esquecido ele é o Tyrion um anão branco? Ao longo da franquia, dois atores interpretaram pessoas com o sobrenome Trask. No entanto, isso não significa que eles foram o mesmo personagem. Bill Duke foi Trask em O Confronto Final e Peter Dinklage foi Bolivar Trask em Dias de um Futuro Esquecido. A Fox foi muito feliz ao creditar Duke apenas como Trask, abrindo caminho para que Dinklage interpretasse o verdadeiro criador dos Sentinelas, Bolivar. Sendo assim, o Trask de X-Men: O Confronto Final é um parente distante do Bolivar Trask de X-Men: Dias de um Futuro Esquecido.


Há também quem ache estranho a ideia de colocar Mística para ser praticamente irmã de criação de Charles quando os dois se tratam sem a menor familiaridade na trilogia. Eu não vejo problema nisso, sabemos o que aconteceu no final de First Class, Mística abandonou Charles porque ele não dava tanta atenção pra ela e foi pro lado de Magneto, que a apoiava. Agora imagine a influência do vilão ao longo dos anos na personalidade da Mística e sua devoção (misto de paixão) à ele por aceitá-la como ela realmente é, não é de se admirar que Mística tenha ficado tão maldosa (embora ela tenha voltado a ficar boazinha depois que o pessoal convenceu ela a não matar mais Trask em DOFP, servindo como inspiração e heroína pra vários jovens mutantes).


Curiosidade: First Class introduziu Banshee que viria a ser o pai da Siryn (lembra daquela menininha que dá um grito que ensurdece todo mundo na mansão quando aqueles soldados do Striker a invadem?) e Azazel, o demônio vermelho teletransportador que tem um relacionamento com a Mística nos quadrinhos e juntos têm o Noturno. Eles se conhecem na déc de 60 em First Class. Em Days Of Future Past, Mística começa a chorar quando vê a foto dos mortos, incluindo Azazel, e na continuação do filme, X-Men Apocalipse, na déc de 80, vemos quem? Mística indo resgatar justamente um jovem Noturno. A história dessa família pode ser toda contada de forma implícita nos filmes, o que é bem legal.

Como o Professor Xavier aparece em Dias de Um Futuro Esquecido se ele havia sido literalmente desintegrado pela Fênix em X-Men - O Confronto Final? Moira aparece numa tela durante uma aula de Charles, falando sobre ética mutantes e o que é considerado certo e errado, como o direito de transferir a mente de um pai de quatro crianças moribundo  para o corpo de um homem que nasceu sem funções cerebrais ativas. Nas cenas pós-créditos do filme, ela aparece novamente para uma breve cena, onde vemos que Xavier transferiu a sua mente para dentro do corpo do paciente, já que o corpo fora desintegrado pela Fênix que habita Jean Grey. No comentário do diretor para DVD do filme, é revelado que este paciente é, de fato, o gêmeo idêntico de Charles Xavier, P. Xavier, cuja mente tinha sido destruída antes do nascimento pelo poder de mutação de Charles. Ou ele poderia simplesmente assumir aquele corpo e usar seus poderes mentais pra projetar na mente de todos a sua forma original. Como a linha do tempo foi alterada e ninguém mais morreu, o Xavier no final de DOFP voltou a ser o Xavier com seu corpo original já que todo incidente entre ele e a Fênix não mais aconteceu, ele não morreu, não precisou transferir mais sua consciência etc.


Como Wolverine recuperou as garras de adamantium em DOFP se no final de Wolverine Imortal ele as perde e fica só com garras de osso? Logo no início de Dias de Um Futuro Esquecido, Logan aparece com suas garras de adamantium, que foram cortadas pelo Samurai de Prata em Wolverine - Imortal, ficando só com as naturais garras de osso que cresceram. Dava até pra relevar esse pequeno furo, como filmes independentes um do outro, mas Wolverine Imortal, ao contrário de Wolverine - Origens, tem fortes ligações com a franquia, vide as cenas da Jean e a cena pós-créditos com Xavier e Magneto avisando Logan sobre a nova ameaça dos sentinelas (inclusive repare que nessa cena o Xavier já reaparece e Wolverine, surpreso ao vê-lo vivo, pergunta "como é possível" ao que Xavier responde: "como eu lhe disse há muito tempo (em X-Men 1), você não é o único com dons", referindo-se claramente ao que eu expliquei no parágrafo acima.

Tá, não enrola, mas e como Wolverine recuperou as garras de adamantium? Bom, seria muito estranho se a gente o visse no início de DOFP sem as garras de adamantium só por causa do final daquele filme de outro diretor e ele realmente precisaria delas pra enfrentar os sentinelas. Honestamente, esse não é um problema da história. De acordo com Bryan Singer, "em algum momento entre o final de Wolverine: Imortal e o início de Dias de um Futuro Esquecido, o Wolverine tem o Adamantium religado às suas garras." Segundo Singer, Magneto foi o responsável por devolver o metal aos ossos do mutante. “O Mestre do Magnetismo poderia, talvez, reconstituir as garras de adamantium... Ele (Wolverine) tem uma relação diferente com Magneto, e talvez ele pudesse forjá-las”, contou à publicação.


Se em 1973, na cronologia original, Bolivar Trask foi assassinado por Mística, ela foi capturada e o governo concluiu que havia a necessidade do Programa Sentinela ser aprovado, por que eles não aparecem e não há nenhuma referência - com exceção da cena na sala de perigo - a eles na trilogia original? Com um contrato de defesa com a administração de Nixon, as Indústrias Trask começaram a produção e o desenvolvimento do Sentinela Mark I. Só que o projeto nunca foi às ruas. O cancelamento do Programa Sentinela aconteceu dois anos mais tarde, em 1975, quando Charles Xavier vai até Washignton se apresentar na casa dos Representantes dos EUA, em uma sessão fechada, pedindo liberdade aos mutantes, incluindo integração e privacidade como pode ser visto neste especial "X-Men: 25 Moments" (isso é muuito legal, assim como as eras de Apocalypse - que nós sabemos ter atravessado eras reinando como deus no Egito até servir de inspiração pro deus bíblico etc). Mas, por baixo dos panos uma guerra estava apenas começando, com os experimentos das Industrias Trask, os Nimrods, seriam ativados cerca de 40 anos mais tarde com a combinação do DNA de Mística e Vampira (melhor visto na versão Rogue Cut do filme) que passam a imitar e absorver os poderes dos mutantes, se tornando letais.


Como explicar os poderes de viagem no tempo de Kitty? No original em quadrinhos, foi Kitty quem voltou no tempo para alertar os mutantes do futuro fatídico que os esperava. No entanto, na versão cinematográfica isso seria impossível, porque Kitty simplesmente nem era nascida nos anos 70. Por motivos claros, quem assumiu esse papel foi o Wolverine, mas o Bryan Singer não deixou que Kitty fosse simplesmente colocada de lado. Para honrar a personagem, o diretor se utilizou de um recurso chamado "Mutação Secundária", que se trata de um novo poder que o mutante recebe tempos depois de descobrir seus poderes primários e é muito comum nos quadrinhos dos X-Men. Esta mutação pode desenvolver um poder já existente, ou conceder um poder novo e mais específico.

No filme, é revelado que Kitty Pryde desenvolveu habilidades adicionais durante os 17 anos que se passaram desde X-Men: O Confronto Final. Enquanto ela normalmente poderia passar a si mesma e outros através de objetos sólidos, ela agora também é capaz de atravessar as barreiras do tempo, enviando as mentes das pessoas para seus corpos mais jovens. Em outras palavras, Kitty Pryde tem o poder de reestruturar a matéria em níveis atômicos, ou seja, ela pode ultrapassar objetos físicos e fazê-los atravessar outros. Esse fenômeno é conhecido como Tunelamento Quântico. No filme “X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido”, ela é capaz de mandar a consciência de alguém para uma memória passada. Portanto ela está retirando informações de sinapses recentes e “jogando” nas passadas, causando “viagem no tempo”. A recuperação da memória do futuro no passado só é possível porque Kitty não interrompe o envio.

tentando entender a linha do tempo de X Men

Há uma gama de incongruências se formos comparar também Wolverine Origens com o resto da franquia, mas estamos falando de Wolverine Origens, eu nem considero esse filme na franquia dos X-Men (embora todos os acontecimentos pós 1973 do filme também podem e devem ter sido alterados). O novo filme pode ainda sanar algumas dúvidas (ou originar outras), só nos resta aguardar alguns poucos dias, enquanto isso, fiquemos com o trailer (ah e qualquer dúvida é só perguntar nos comentários).

3 comentários:

  1. muito bom,essa é uma boa franquia de filmes,não entendo qual é a desse hater que algumas pessoas têm com ela

    ResponderEliminar
  2. Nossa que maneiro... adorei... é vc mesmo que escreve os textos do seu blog ou alguém te ajuda?? Escreve muito bem, parabéns!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, quem faz o blog é só eu sim, com excessão das fontes creditadas no final do post quem escreveu tudo fui eu. Obrigado :)

      Eliminar

O comentário de vocês é muito importante para o blog, mas por favor evitem escrever muitas palavras abreviadas e cheias de erro, de forma a tornar o texto praticamente ilegível, caso contrário, os comentários serão eliminados. E o façam de preferência de forma não anônima. Obrigado pela compreensão e opinião de vocês. Voltem (e comentem) sempre!